Nenhum reboot será maior que Liga da Justiça Parte 2

Nenhum reboot será maior que Liga da Justiça Parte 2

Alcançar uma escala maior que a do projeto anterior, sempre foi um pré-requisito para que continuações pudessem ser realizadas, em Hollywood. Se desde os terceiros filmes das franquias Homem-Aranha (na era Sam Raimi) e X-Men: Confronto Final atingiram o maior número de bilheteria, o vindouro Homem-Aranha: Sem Volta para Casa tem tudo para acentuar essa obsessão por tamanho, que os estúdios jamais abriram mão. E, novamente, a bilheteria provará como essa estratégia não ficou nem um pouco datada para um público que clama por blockbusters, que os façam ir até o cinema para experienciar essa magnitude.

Do outro lado, não é diferente. Na DC, a franquia Cavaleiro das Trevas e, até então, os três filmes de Snyder: O Homem de Aço, Batman vs. Superman e Liga da Justiça de Zack Snyder (SnyderCut). Três filmes que, conectados e complementados um ao outro, formam uma história crescente sobre um grande épico que Zack só estava começando a planejar, para o DCEU. A Warner Bros. pode se esquecer, mas nós lembramos bem que Batman vs. Superman existiu sob muitas exigências que o estúdio queria, para concorrer com a Marvel.

Essa escala que Snyder atingiu com seus três filmes – e que promete ser maior, com as duas sequências que restam para completar sua saga no DCEU – não será superada por nenhum possível reboot de Liga da Justiça. Uma verdade que talvez não seja bem aceita pela Warner, mas à essa altura, não é difícil fazer uma análise do que conseguiu ter mais engajamento para esses personagens, se não o movimento que pediu pelo corte de Snyder.

Hamada e dezenas de executivos não conseguiram dar fim ao Snyderverso.

A hashtag #RestoreTheSnyderVerse não deixou de ser popular desde março, quando o Snyder Cut chegou à HBO Max. O compromisso dos fãs do Snyderverso continua sendo uma fidelidade à Warner porque uma possível continuação da Liga de Snyder só pode existir sob um acordo entre o diretor e a cúpula do estúdio.

Enquanto Sony e Marvel planejam fazer o maior filme da franquia Homem-Aranha para agradar o máximo de fãs – trazendo de volta, até mesmo, outros dois atores que não interpretam o personagem, há anos – a Warner continua tentando ignorar o seu elefante preto-e-branco, enorme e nervoso na sala.

O público do Snyderverso é tão fiel e dono de todo o engajamento dessas franquias nas redes, que podemos ir além e lembrar que até mesmo o #ReleaseTheAyerCut foi responsável por tomar conta do tapete vermelho do Esquadrão Suicida, de James Gunn. Os jornalistas norte-americanos estavam mais interessados em perguntar aos atores o que eles achavam do corte de David Ayer, enquanto o Esquadrão, de James Gunn, por mais bem intencionado que fosse, já se encontra num ostracismo e não completou nem mesmo um ano de lançamento.

É claro que a necessidade por uma escala maior não é sinônimo de qualidade, mas aqui estamos falando a língua que só o estúdio entende bem. Rebootar a Liga, com a base de fãs de Zack sendo o público mais fiel que a Warner conseguiu criar ao longo de todos esses anos, é um retrocesso que pode, muito bem, não ser tão lucrativo para nenhum dos lados. Chega de incontáveis reboots! #RestoreTheSnyderVerse


Já conhece o nosso Portal no Twitter?
Entre para o Fandom, acompanhe as novidades e faça parte dos Movimentos pró-Zack Snyder!

Vítor Marra

Impelido incessantemente para o passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.