Como o DCEU está se distanciando do Snyderverse

Como o DCEU está se distanciando do Snyderverse

Houve uma época que o DCEU parecia que se inclinaria totalmente para o tom corajoso da visão de Zack Snyder, para os personagens da DC. O universo iniciado pelo diretor, com o filme O Homem de Aço, foi apelidado carinhosamente pelos fãs como Snyderverse. Mas a série original da HBO Max (e spin-off de O Esquadrão Suicida), Peacemaker, parece queimar as pontes que Snyder deixou desse universo.

Ao longo dos seis episódios que já foram lançados até o momento, James Gunn zombou dos principais heróis do Snyderverse e desconsiderou seu tom e linha do tempo. Embora o público ávido dos filmes de Zack Snyder possa continuar pedindo um retorno à sua versão da narrativa da DC (em um multiverso), parece que o DCEU está tentando se distanciar ainda mais do estilo divisivo de Snyder.

A verdade que Snyder nunca será totalmente separado do DCEU, já que dirigiu seu principal filme, apresentando uma repaginada versão do Superman dos tempos modernos. O estilo único de filmagem do diretor dividiu os espectadores e o público do DCEU. Alguns acham sua visão para esses personagens excessivamente séria e sombria, já outros encaravam como uma maneira de separar o universo de super-heróis da Marvel, que possuem um tom mais brilhante e com humor.

Mas com toda tensão que existe entre Snyder e o estúdio, não é surpreendente vermos a Warner Bros. tentar se distanciar dessa visão. Com Peacemaker, parece que o DCEU está abraçando totalmente o humor (controverso) de James Gunn como um meio de separar ainda mais o universo dos super-heróis do Snyderverse e derrubar o rótulo de se levar “a sério”.

Nenhum herói do Snyderverse está protegido da zombaria do Peacemaker. Notavelmente, o primeiro clipe promocional da série, vimos o Superman sendo alvo ridículo do personagem. Ele mirou tanto no Flash, quanto na Mulher-Maravilha, em uma cena no início do sexto episódio. Embora esses personagens tenham (ou venham a receber) filmes solo dirigidos por diferentes diretores, eles foram introduzidos no DCEU através dos filmes de Snyder. Permitir que Gunn tire sarro desses personagens, mostra que o DCEU está pronto para se separar da visão mais séria que Snyder tinha sobre os quadrinhos.

Peacemaker também mexeu com a linha do tempo do DCEU de maneiras significativas, o que foi amplamente estabelecido através das escolhas de Snyder nos primeiros filmes. O Esquadrão Suicida, de James Gunn, começou essa quebra da linha do tempo, e continuou a incluir dicas de que não há mais consideração por essa DCEU iniciada por Snyder.

Essa separação de universos fortalece mais a possibilidade de Snyder retornar em seu próprio núcleo, trabalhando em uma linha alternativa (Elseworld), sem modificar o novo futuro do DCEU. É claro que para os fãs mais apegados, fica difícil aceitar os novos rumos do DCEU, mas é importante ressaltar que o que vem sendo decidido pelo estúdio não será revertido, e a esperança é acreditar que com a fusão entre Warner e Discovery, Zack Snyder tenha espaço para trabalhar à parte sua visão épica com estes personagens da DC Comics.

#RestoreTheSnyderVerse

Fonte: Screenrant

Já conhece o nosso Portal no Twitter?
Entre para o Fandom, acompanhe as novidades e faça parte dos Movimentos pró-Zack Snyder!

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.