OPINIÃO | A hipocrisia de quem chama os fãs do Snyderverse de tóxicos

OPINIÃO | A hipocrisia de quem chama os fãs do Snyderverse de tóxicos

“Essa não é mais uma carta de amor, são pensamentos soltos, traduzidos em palavras, para que você possa entender o que eu também não entendo”. Iniciei esse texto parafraseando Jota Quest para poder suavizar o que vem à seguir – e mantenha o foco, o texto não é para você debater se Jota Quest é bom ou não. Venha para a luz, Caroline. – A verdade é que CANSAMOS. Cansamos de ficar quietos, cansamos de bancar os sensatos, cansamos de ser imparciais, cansamos de ser compreensivos. Não importa a atitude tomada, sempre será vista como negativa.

“Mas, do que você está falando?”

Sobre a sobriedade hipócrita que existe, hoje, em todos os cantos das redes sociais, exclusivamente nos “formadores de opinião” que geram conteúdo para o público nerd, quando afirmam, de maneira única e ‘verdadeira’, que todo fã do Zack Snyder/Snyderverse quer boicotar o universo cinematográfico da DC.

Afinal, queremos boicotar?

Não! Mas se também quiséssemos estaria tudo bem. A definição de “boicotar” significa a recusa de consumir, comprar, ou fazer parte de algum evento, em forma de protesto. Em contrapartida, quem é contra o boicote pode controlar a situação procurando meios para que esta ação não cause impacto negativo pela falta de presença do determinado grupo de pessoas.

E foi assim, por longos anos, que nós, fãs da DC, simpatizantes da visão do diretor Zack Snyder, vivemos. Recebemos boicote da imprensa, dos portais de cultura pop, dos jornalistas, dos youtubers e dos milhares de usuários ativos espalhados pelas redes sociais. E o que fizemos com esse boicote? Contornamos a situação. Basicamente, fizemos uma gestão de crise empresarial dentro do fandom do Snyderverse, focando apenas naquilo que queríamos. O resultado foi o lançamento do filme que “não existia”, foi o sucesso de aluguel e streams mundiais, que todo mundo duvidou, foi o sucesso de vendas de Blu-Ray, num momento de recessão econômica, devido à Pandemia, foi o sucesso de citações nas redes sociais e foi o sucesso de arrecadação para a Fundação de Prevenção ao Suicídio.

Talvez vocês possam não lembrar, mas após o lançamento de Batman vs. Superman, nos cinemas, houve uma intensa movimentação – e podemos dizer, de uma maioria, – que diariamente criava petições online para remoção de Zack Snyder, do DCEU. As vaias propagadas ao diretor, quando tinha seu nome citado na Comic Con de San Diego, com certeza também não foram propagados por uma minoria.

Durante 3 anos, os fãs da DC Comics, simpatizantes com a visão que Zack Snyder trouxe às telas dos cinemas, foram rechaçados, criticados, debochados, diminuídos… DIARIAMENTE. Hoje, após o tão sonhado lançamento do Snyder Cut de Liga da Justiça, este mesmo fandom tem total direito de opinar e com propriedade, o caminho que sua editora preferida está tomando. Não significando que essas criticas sejam provindas apenas de fãs do Snyderverse, como vejo, as pencas, sendo falado por aí.

Com tudo isso listado, questiono: Alguma vez já viram, nós, fãs do Snydeverse, chamando todos estes listados acima de tóxicos? De extremistas? De boicotadores? A resposta é NUNCA!

E não, não farei como alguns estão fazendo, falando que foi uma minoria. Vocês sabem que não foi uma minoria. Esse joguete passivo-agressivo que estão ensaiando, hoje em dia, nada mais é que um ensaio de retomada de um ambiente que antes era favorável criticar e apontar todos nós como sonhadores iludidos. Então, CORTA ESSA! Ninguém faz texto, vídeo, podcast falando de minoria a ser combatida. Vocês vendem uma coisa, querendo empurrar outra.

Clamam por empatia e, até hoje, procuro a empatia com o diretor que perdeu a filha, tragicamente, para o suicídio. Ao contrário, vi grandes influenciadores citando que Liga da Justiça de Zack Snyder não tinha nada para ser comemorado, pois “seria um velório“. E, hoje, os vilões de tudo que acontece de ruim, na internet, tem nome: os fãs do Snyder. Ah, nos poupe!

E não nos acusem de vingança, de pagar na mesma moeda, de demagogos… A gente já sabe bem as críticas que têm prontas pra todos nós. Agora, se nos acusam do que fizeram por anos, recebam vocês as críticas que disparariam. Estamos cansados! Aparentemente, vocês podem ter o gosto que for, surfar no hype dos hates, podem xingar, aloprar, acusar, mas nós não podemos minimamente desgostar do que gostam. Se pensamos ou gostamos de coisas diferentes, somos rechaçados e acusados de não sermos, sequer, fãs da DC.

Só que diferentemente de vocês, a gente até consome, só não vibra por pouca coisa, não exalta o que é ruim ou mais do mesmo, só pra ter a rala sensação de vitória. Sequer fazemos abaixo-assinado contra o que não gostamos, pelo contrário, lutamos pelo que queremos. Acreditamos e quisemos o #ReleaseTheSnyderCut, desde 2017. Lutamos por isso, como fãs fazem. E continuamos fazendo com o #RestoreTheSnyderVerse. Não é boicote, é luta.

Automaticamente, estão colocando a culpa nos fãs do Snyder/Snydeverse, como “os únicos que criticam o futuro do DCEU”. Neste print, abaixo, em nenhum momento a pessoa se refere ao Zack Snyder, mas o mesmo foi tachado como um fã que critica o DCEU por ser fã do Snyder, logo a sua visão parece ser inválida, mesmo trazendo observações que devem ser consideradas, diante de um padrão que o estúdio, responsável pela editora nos cinemas, vem apresentando durante os últimos anos.

Existir um calendário de lançamentos de filmes da DC, dos quais não sabemos como eles se conectarão e que alegam que tudo fará sentido, devido ao multiverso, não passa tranquilidade e certeza de que existe controle sobre o planejamento, pois o mesmo fica em aberto quando os criadores falam, em público, informações das quais eles não sabem. Ex.: não saber quem é o Superman desse universo, desconhecer o filme da Arlequina, não existir conversa paralela com os diretores que desenvolvem personagens do mesmo universo, etc. Usar como escudo um multiverso que não garante a chance de um Elseworld, feito pelo diretor Zack Snyder, é não ouvir uma parte significante dos fãs que geram renda, diariamente, para o estúdio/editora.

Criticar isso é ser fã de Zack Snyder? Por um momento, esqueça a existência dele na DC e substitua seu nome por João Maria. A culpa seria dos fãs do João Maria? Do próprio João Maria? Ou dos guardiões dos estúdios, sentados em suas cadeiras, exercendo cargos de gestões, repassando (numa pirâmide imaginária) a narrativa que o único culpado para a DC não dar certo, nos cinemas, é do João Maria e “sua legião de fãs tóxicos”?

Tem algo muito errado nisso. E se chegamos nessa máxima é porque falta uma autoanálise nestes que, hoje, enchem os pulmões para acusarem um fandom inteiro e esquecem que tudo isso se iniciou por eles próprios, lá na petição do Batman vs. Superman. A diferença é que, na época que “chutavam” a visão de Snyder, sem se importar se isso refletia diretamente na DC e em seus personagens, era fácil, afinal eles nunca tinham “lutado” contra nós… Não com todos unidos!


Já conhece o nosso Portal no Twitter?
Entre para o Fandom, acompanhe as novidades e faça parte dos Movimentos pró-Zack Snyder!

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

5 thoughts on “OPINIÃO | A hipocrisia de quem chama os fãs do Snyderverse de tóxicos

  1. Como você diria.. Baaah! Que texto foda!
    Eu acho que é bem isso, tirou as palavras da minha boca.
    Parece até que esse povo tem um manual, porque as críticas são sempre as mesmas. Parecem vindas da mesma bolha, porque delas vêm as mesmas cobranças, as mesmas hipocrisias, as mesmas arrogâncias e demagogias. E, no fim, é isso mesmo: Tudo o que foge da bolha, é ruim.
    “Clamam por empatia e, até hoje, procuro a empatia com o diretor que perdeu a filha, tragicamente, para o suicídio. Ao contrário, vi grandes influenciadores citando que Liga da Justiça de Zack Snyder não tinha nada para ser comemorado, pois “seria um velório“.” – Estou na mesma procura. O cara finalmente lança a sua versão de Liga da Justiça, mete um “For Autumn” e o povo continua descendo a lenha, aplaudindo o que a Warner fez com ele. Não quer dizer que porque ele perdeu a filha, todas as suas obras sejam boas, ótimas, não. Mas, porra! NÚMEROS SÃO NÚMEROS! Não dá pra discutir com fatos. Nem a própria Warner conseguiu… e cara, ela tentou. Toda vez que vinha novidade sobre o SnyderCut, queriam camuflar o assunto com uma notícia bombástica que, até o momento, nunca se concretizou. E essa mesma gente que hoje nos acusam de sermos tóxicos, estavam lá, aplaudindo os feitos da editora, de vendas, igual a um cabresto…
    Pedem empatia, porque agora é com eles. Antes, estava tudo bem. Chamam de fãs tóxicos, porque agora é contra o que eles acreditam, quando eram eles fazendo abaixo-assinado e vaiando, estava tudo okay, dentro dos conformes.
    Empatia, boicote, só os antis que ditam as regras??? Ah, nem… sem tempo, irmão! Assino embaixo de cada linha!!! Concordo com tudo.

  2. Os fãs de DC são hipócritas. Atacam os filmes de Snyder enquanto diz que devemos apoiar a nova DC se formos fãs.
    Filh0s da puta nunca apoiaram os filmes de Snyder.
    Então não há absolutamente nenhuma maneira de apoiarmos esses filmecos MCU 2.0.

  3. Texto excelente. Existe um hate imenso e exagerado em cima do Snyder, e ainda existem os ditos influencers que se aproveitam disso pra fazer polêmica e ganhar cliques.
    #RestoreTheSnyderVerse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.