Batman vs. Superman completa seis anos

Batman vs. Superman completa seis anos

Quando lançado, em 2016, Batman vs. Superman: A Origem da Justiça foi instantaneamente comentado em todos os segmentos relacionados a filmes de heróis. Dividindo opiniões, a obra de Zack Snyder continua, até os dias de hoje, como um marco na indústria do cinema de quadrinhos, principalmente quando se trata da sua versão definitiva.

Recentemente, há pouco mais de um mês, a HBO MAX substituiu a versão dos cinemas pela definitiva, deixando a que contém três horas de duração como a única disponível na plataforma de streaming. Para os não familiarizados com as divergências entre a Warner e Zack Snyder e não curtiu a versão teatral de Batman vs. Superman, a sugestão que fica é a de assistir mais uma vez, agora que a versão mais longa está sendo difundida amplamente. Com mais tempo de desenvolvimento, o filme se torna ainda melhor, trazendo mais espaço para os personagens brilharem na tela.

O FILME

Claro, sempre terão aqueles que irão dizer que não muda nada e que o filme é monótono, mas podemos provar, por diversos motivos, que isso não é verdade, mesmo que o foco principal seja o debate, não uma briga esquecível. Corajoso, desde os primeiros momentos, ao mostrar a origem do Batman em um ponto de vista totalmente diferente, Batman vs. Superman inova e sai da mesmice, trazendo questionamentos políticos e uma visão de heróis reais e humanos, fugindo da cansada versão do Superman escoteiro ou do Batman genérico. E é nos heróis que são encontrados os potes de ouro do filme. Batman e Superman são apresentados em perspectivas diferentes das normais, mostrando, ainda mais a coragem de Zack Snyder para marcar o nome na história.

O COMPROMISSO COM A REALIDADE

Zack Snyder gosta de fazer suas obras refletirem a realidade, e em Batman vs. Superman, não foi diferente. Logo no evento que motivou o ódio do Batman, podemos ver a referência ao 11 de Setembro de 2001, causando um choque nas pessoas. A destruição de Metrópolis deixou marcas, assim como a queda das Torres Gêmeas e Snyder conseguiu colocar isso nas telas de cinema. Indo além, a batalha de Metrópolis pode ter representado melhor o 11 de Setembro e suas consequências, tanto humanas, quanto emocionais, do que vários filmes sobre o ocorrido.

O BATMAN

O Batman, interpretado por Ben Affleck, é o mais humano já visto nos cinemas. Para tentar escapar do que já foi dito em outros textos, irei me referir a um aspecto do personagem que ainda não abordei: O de seus problemas psicossociais. Em uma cena na metade do filme, é possível ver Bruce em seu quarto escuro, com uma mulher ao seu lado e vários remédios no chão. Como dito por Zack Snyder uma vez, são antidepressivos que o personagem consome com álcool. E essa é uma das partes mais importantes para entender o filme, já que para avaliar a conduta do Batman nele, é necessário entender como ele é apenas mais um produto do meio. Tendo perdido a maioria dos seus entes queridos para a violência, passou a utilizar o ódio como força, contra o crime.

O SUPERMAN

O Superman de Henry Cavill e Zack Snyder já foi dissecado por aqui, várias vezes, mas nunca é demais exaltar a encarnação mais interessante do personagem nas telonas. Praticamente um messias nos dias atuais, o personagem cai nas garras de Lex Luthor e se envolve em problemas nacionais e internacionais, quando passa a ser questionado se responde a alguém. Acham surpreendente que o homem mais poderoso do mundo seja uma figura com tantas controvérsias? Particularmente, é natural não saber o seu lugar no mundo, principalmente se não consegue se sentir parte dele. Mesmo com muito apoio, Clark sofre por ter tanta responsabilidade, parecido com qualquer pessoa no mundo real. Mesmo que batam tanto nessa encarnação, é a que mais faz sentido na atualidade.

O FILHO DE KRYPTON VS. O MORCEGO DE GOTHAM

Como já dito antes, o conflito entre Batman e Superman não é apenas uma treta de heróis. É um conflito político e ideológico, com inspirações em xenofobia e crises sociais muito atuais no mundo. A resolução não é banal. É intensa e profunda, sendo ligada às mães dos personagens. “Salve a Martha” segue sendo incrível após seis anos, ou até melhor. O Batman acha o Superman uma ameaça e não mede esforços para o derrotá-lo. O Superman, por outro lado, acredita que o Cavaleiro das Trevas seja muito radical em seus métodos de combate ao crime.

A MULHER-MARAVILHA

O filme é sobre Batman, Superman e seu conflito ideológico, mas a presença da Mulher-Maravilha garante, ainda mais tamanho, para a obra e relevância com o passar dos anos. Atualizada, a personagem marcou gerações e conquistou ainda mais fãs, principalmente por sua abordagem guerreira. Além disso, Diana descobriu seu lugar no mundo e recuperou a fé na humanidade, mostrando a heroína que sempre foi e será.

Seis anos, desde o lançamento, a obra de Zack Snyder que reuniu os dois maiores heróis do mundo segue sendo um dos mais marcantes de todos os tempos. Batman vs. Superman tem de tudo: Ação, romance, humor (na medida certa) e referências excelentes. Se ainda não viu ou tem preconceito, não sabe o que está perdendo.

#RestoreTheSnyderVerse


Já conhece o nosso Portal no Twitter?
Entre para o Fandom, acompanhe as novidades e faça parte dos Movimentos pró-Zack Snyder!

Lucas Gomes

Fã do cinema e de trilhas sonoras, aprendi a amar a DC muito cedo, encontrando nos filmes de Zack Snyder ideais para levar por toda a vida. Aproveite a jornada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.