Henry Cavill afirma que Superman, de Zack Snyder, era um símbolo de esperança

Henry Cavill afirma que Superman, de Zack Snyder, era um símbolo de esperança

Henry Cavill falou como ele acredita que a visão de Zack Snyder sobre o Superman foi o símbolo máximo de esperança para o herói da DC Comics. Cavill deu vida ao herói no filme que lançou o DC Extended Universe, O Homem de Aço, tornando-se o primeiro ator não-americano a assumir o manto kryptoniano. O filme de Snyder serviu como uma reinicialização mais sombria (e atual, comparado a sociedade que vivemos) da icônica história do Superman. Narrando sua jornada para descobrir a origem dos seus poderes e como poderia usá-los da melhor forma possível para proteger a humanidade, quando se viu ameaçado por General Zod e seu exército.

Cavill repetiu o papel em Batman vs. Superman: A Origem da Justiça, onde seu herói entrou em conflito com o Cavaleiro das Trevas, de Ben Affleck, por causa de seus métodos de combate ao crime e os temores de Bruce sobre o possível abuso dos poderes de Superman. Zack Snyder e Henry Cavill voltaram a se reunir no filme Liga da Justiça, que marcou a saída de Snyder do projeto no meio da produção devido à perda de sua filha e diferenças criativas com a Warner Bros. Após a reação generalizada ao filme e anos de fervorosa campanha dos fãs para ver a visão original restaurada, Snyder voltou a parceria com WB para lançar sua edição de Liga da Justiça de Zack Snyder, restaurando mais de duas horas de filmagens deixadas de lado pelo diretor substituto Joss Whedon, e utilizando um orçamento adicional de US$ 70 milhões para novas filmagens, efeitos visuais e trilha.

Cavill recentemente cedeu uma entrevista a Revista GQ e refletiu sobre alguns dos personagens mais icônicos de sua carreira, o Superman. Ao olhar para o arco do personagem, Henry lembrou do conselho de Jonathan Kent à Clark para manter seus poderes escondidos do mundo. Isso moldou o Superman de Snyder para ser um símbolo de esperança a humanidade.

Clark segue esse conselho no início. Mas então percebe que esse não é o caminho a seguir, e que ele deve fazer o que tem que ser feito independentemente desse conselho. E essa foi a parte bonita. Que embora ele tenha se contido e vivido em solidão, essencialmente, ele ainda está disposto a sair das sombras e se tornar o herói. Apesar disso, isso terá um impacto negativo em sua vida. E esse, eu acho, é o aspecto daquele símbolo de esperança. Ele está representando tudo isso é bom para a humanidade. Apesar do fato de que a humanidade pode não ser boa para ele.

Henry Cavill como o Superman do DCEU acabou virando um debate divisivo, tanto da crítica, como do público em geral. Alguns elogiaram a capacidade de Cavill em explorar a turbulência interna de Clark sobre a melhor de ser um herói e, sua química com a atriz Amy Adams, que dá vida a Lois Lane. Enquanto outros acharam seu retrato rígido, principalmente em Batman vs. Superman. Embora muitos tenham ficado, inicialmente, satisfeitos com a virada mais leve no corte teatral de Liga da Justiça (2017), alguns acharam a mudança gritante e fora do tom do qual o personagem vinha seguindo, sem contar que muita da atenção foi atraída para a tentativa, deficiente, de remover digitalmente o bigode que Cavill usava para o filme Missão: Impossível – Efeito Fallout, do qual ele não podia raspar por razões contratuais.

Seu desempenho em Liga da Justiça de Zack Snyder, no entanto, recebeu críticas muito melhores, tanto da mídia especializada, como do público. Se enquadrando nos comentários de Cavill sobre porque o Superman de Snyder é um símbolo de esperança. Ao contrário do apressado corte para os cinemas, o Snyder Cut foi capaz de passar mais tempo mostrando a tristeza que todos sentiram pela perda de Kal-El, e como isso o motivou a fazer o bem pela humanidade e se tornar um símbolo de esperança. Se afastando da melancolia de sua batalha contra o Batman.

Embora o futuro de Henry Cavill no DCEU seja amplamente desconhecido, o ator diz que gostaria de contar outras histórias do último filho de Krypton, antes de vê-lo sucumbir a equação Anti-Vida. A fala mostrou que o ator reconhece a visão de Zack Snyder como cânone no universo DC, excluindo a versão de 2017 da linha do tempo do herói.

Fonte: ScreenRant

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.