Novos Deuses | Ray Fisher diz que Warner cancelar filme por causa de Snyder Cut foi covarde

Novos Deuses | Ray Fisher diz que Warner cancelar filme por causa de Snyder Cut foi covarde

O astro de Liga da Justiça de Zack Snyder, Ray Fisher, criticou o presidente da Warner Bros. Pictures Group, Toby Emmerich, e o presidente da DC Films, Walter Hamada, sobre a decisão de cancelar o filme Novos Deuses devido aos comentários recentes da diretora Ava DuVernay.

Walter Hamada e Toby Emmerich tentando usar a Liga da Justiça de Zack Snyder como bode expiatório para cancelar o filme Novos Deuses é triste e covarde…

Eu simplesmente gosto da DC Comics. Eu adorei Novos Deuses, que é o projeto que foi cancelado. (DuVernay explicou recentemente). O estúdio decidiu que não queria seguir uma certa parte do mundo dos quadrinhos com base em algumas coisas que estavam acontecendo com outro filme naquele mundo, então antes mesmo de eu ser capaz de completar meu roteiro, com Tom King, eles cancelaram.

DuVernay não nomeou o outro projeto que afetou Novos Deuses, mas não fica dificil saber que se trata de Liga da Justiça de Zack Snyder, lançada em março de 2021, onde apresenta Darkseid tentando conquistar a Terra.

Darkseid é o maior vilão da saga do Quarto Mundo da lenda dos quadrinhos Jack Kirby. Ele aparece com destaque em títulos da DC publicados no início dos anos 1970, incluindo The New Gods, Mister Miracle, Forever People e Superman’s Pal Jimmy Olsen. Darkseid é o senhor absoluto de Apokolips, que está em batalha perpétua com o pacífico Nova Gênese.

DuVernay estava co-escrevendo o filme com Tom King, ela revelou anteriormente que Novos Deuses contaria com Darkseid e seus executores de elite, as Fúrias Femininas. Também estariam presentes o Senhor Milagre e Grande Barda, uma renegada das Fúrias Femininas, que se torna a esposa do Senhor Milagre.

Fisher está em desacordo com Hamada e Emmerich sobre como a WarnerMedia lidou com suas alegações de “grosseiro, abusivo, anti-profissional e completamente inaceitável” o comportamento do diretor Joss Whedon no set de Liga da Justiça, Whedon foi quem concluiu o projeto. Fisher expandiu suas funções para incluir o ex-presidente e diretor de criação da DC Films, Geoff Johns, e o produtor Jon Berg. O estúdio iniciou uma investigação e emitiu um comunicado dizendo que uma “ação corretiva” foi tomada. Fisher zombou do anúncio e depois declarou que se recusou a trabalhar em qualquer um dos projetos da DC Films sob comando de Hamada.

Via: CBR

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.