Zack Snyder e outros cineastas que reviveram as imagens quadradas em preto e branco

Zack Snyder e outros cineastas que reviveram as imagens quadradas em preto e branco

É março de 2021. Você está entusiasmado com o lançamento de Liga da Justiça de Zack Snyder, mais conhecida como Snyder Cut. Depois de quase quatro anos de espera, a verdadeira visão do diretor para a equipe de todos os seus heróis favoritos da DC, finalmente chegou.

Mas você percebe algo quando começa o filme na HBO Max. A imagem parece quadrada, com barras pretas em cada lado da sua TV widescreen. O que está acontecendo? Você percebe outra coisa. Existe outra versão no aplicativo, chamada “A Justiça é Cinza”. Você clica. Não é só a imagem que é quadrada, mas esta versão também é em preto e branco! É como se Zack Snyder viajasse no tempo e decidisse fazer um filme de super-heróis na década de 1940.

Snyder não é o único diretor de Hollywood a adotar um formato que não é usado regularmente há quase 70 anos. A estreia na direção de Rebecca Hall, em Identidade, disponível na Netflix, usa o mesmo estilo quadrado, preto e branco. O filme A Crônica Francesa, de Wes Anderson, muda constantemente do colorido para preto e branco, de widescreen para quadrado. Esses filmes têm o apoio de grandes estúdios e apresentam grande quantidade de estrelas de Hollywood, de Ben Affleck e Gal Gadot à Tessa Thompson e André Holland. Embora ninguém esteja esperando que os filmes em preto e branco tenham algum tipo de retorno real, os grandes estúdios estão permitindo que os grandes cineastas explorem o que o estilo pode fazer para o público moderno.

Os formatos dos filmes em widescreen e colorido barato geraram filmes em preto e branco na proporção da Academia, extintos em meados da década de 1950, mas o estilo não desapareceu completamente. No entanto, como tornou-se exceção em vez da regra, o formato ainda podia ser encontrado em filmes mais artísticos da Europa e da cena independente americana.

Por que Snyder, Hall e Anderson decidiram fazer seus filmes em preto e branco e na proporção da Academia, e por que seus estúdios estavam confortáveis ​​com suas decisões? Todos os três reconheceram as possibilidades visuais de uma imagem quadrada e a adaptaram para fins muito diferentes.

No caso de Zack Snyder, ele afirmou que sempre pretendeu que a Liga da Justiça fosse quadrada, proporção de 1,43: 1, já que é a forma nativa de uma tela IMAX verdadeira (Snyder pode estar reescrevendo história um pouco a aqui). De acordo com ele, a altura adicionada de uma proporção quadrada permite que a escala cósmica de seus super heróis – seja registrada ao público. Para “A Justiça é Cinza”, ele poderia levar a imagem já fortemente dessaturada da versão colorida à sua conclusão lógica.

Alguns especialistas, apontam que na versão preto e branco, Snyder não é totalmente bem-sucedido. Por meramente dessaturar uma imagem colorida, “A Justiça é Cinza” não cria um grande contraste ou o tipo de detalhe que os filmes realmente filmados em preto e branco podem oferecer. Da mesma forma, se a imagem quadrada pretende mostrar a escala do Superman e da Mulher-Maravilha, ele raramente nos dá outras pistas visuais para nos fazer sentir isso. Snyder filma seus personagens da maneira que a maioria os filma: com o corpo humano como o principal ponto de interesse, em vez de definir esse corpo em um ambiente. A escala está perdida e, com ela, o espanto que Snyder deseja invocar.

Apesar dessa crítica, em sua versão preto e branco, Zack afirmou que queria apresentar esta versão ao público para saberem como ele viu seu corte ao longo dos quatro anos, em sua tele do computador. Estreitando, ainda mais, os laços com seus fãs, apoiadores que fizeram este filme ver a luz do dia.

Liga da Justiça de Zack Snyder e a versão A Justiça é Cinza, estão disponíveis na HBO Max.

Fonte: Decider

Já conhece o nosso Portal no Twitter?
Entre para o Fandom, acompanhe as novidades e faça parte dos Movimentos pró-Zack Snyder!

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.